RECEBI O AUXÍLIO EMERGENCIAL INDEVIDAMENTE, O QUE DEVO FAZER?

Dados da CGU mostram a existência de 206.197 pagamentos com indícios de irregularidade no recebimento da primeira parcela do benefício e 37.374 pagamentos com os mesmos indícios de irregularidade na segunda parcela.


Quem recebeu o dinheiro de forma irregular e está ciente disso poderá sofrer um processo por apropriação indébita, com pena que varia de um mês a um ano de prisão.

Essas pessoas poderão devolver os valores recebidos indevidamente. O Ministério da Cidadania disponibilizou passo a passo para a devolução.


Após acessar a página, para devolução das parcelas recebidas fora dos critérios que permitem o recebimento do auxílio, basta seguir as orientações abaixo:


LINK DA PÁGINA DE DEVOLUÇÃO:


  • Informar o CPF do beneficiário que irá fazer a devolução;

  • Selecionar a opção de pagamento da GRU - "Banco do Brasil" ou "qualquer banco".

  • Para pagamento no Banco do Brasil, basta marcar a opção "Não sou um robô" e clicar no botão "Emitir GRU".

  • Para pagamento em qualquer banco, é necessário informar o endereço do beneficiário, conforme informações que serão pedidas após selecionar "Em qualquer Banco", marcar a opção "Não sou um robô" e clicar no botão "Emitir GRU".

  • De posse da GRU, é necessário fazer o pagamento nos diversos canais de atendimento dos bancos como a internet, os terminais de autoatendimento e os guichês de caixa das agências, lembrando que a GRU com opção de pagamento no Banco do Brasil só pode ser para canais e agências do próprio banco".

35 visualizações2 comentários